Parceria Feliz

O Centro de Sangue e da Transplantação de Lisboa recebe todos os anos, durante o segundo período letivo, alunos do 9º e 12º anos de Escolaridade. São visitas de estudo que decorrem durante uma manhã e que já foram notícia nesta newsletter.

Numa população que tem vindo a envelhecer, numa altura em que se questiona o perfil do aluno à saída da escolaridade obrigatória, e onde a educação para a cidadania começa a ser disciplina obrigatória no ensino, fazer algumas visitas de estudo poderá ser  melhor do que nada, mas não deixa de ser pouco.

A Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania “integra um conjunto de direitos e deveres que devem estar presentes na formação cidadã das crianças e dos jovens portugueses, para que no futuro sejam adultos e adultas com uma conduta cívica que privilegie a igualdade nas relações interpessoais, a integração da diferença, o respeito pelos Direitos Humanos e a valorização de conceitos e valores de cidadania democrática, no quadro do sistema educativo, da autonomia das escolas e dos documentos curriculares em vigor”. Pretende-se que a dádiva de sangue  subscreva também estes valores de cidadania, e nesse sentido a Direção Geral da Educação aceitou o desafio proposto pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação,IP (IPST,IP) quando se reuniram, e a proposta foi a de se fazer um ensaio com o Agrupamento de Escolas da Cidadela em Cascais e com a Câmara Municipal de Cascais.

Foi como “sopa no mel”. A Câmara aceitou, a Escola gostou do desafio, e o resultado foi a integração da temática do sangue nas Cadernetas Crescer Saudável, que todos os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico do concelho de Cascais (já notícia nesta newsletter), e a participação do Agrupamento num conjunto de ações em parceria com o IPST,IP, que culminaram com uma exposição sobre a temática da dádiva de sangue no CascaiShopping, que decorreu na semana que antecedeu o Dia Nacional do Dador de Sangue, e que mostrou o que os jovens são capazes de fazer quando acreditam numa causa e se envolvem de alma e coração. 

 

Foi bonito demais para ficar apenas por Cascais.

 

 

Loading...
Loading...