29º Aniversário do Grupo de Dadores de Sangue de Alcanhões

Alcanhões é uma vila do Concelho de Santarém. Não é muito grande e talvez por isso seja acolhedora. Tem um grupo de dadores benévolos que no passado dia 8 de abril comemorou os seus 29 anos.

Segundo os Censos da População do Instituto Nacional de Estatística (INE), Alcanhões tinha, na década de 60, mais de 2300 habitantes. Em 2011 não chegavam a 1500.

A população dos 15 aos 25 anos sofreu um decréscimo importante nos 2 últimos censos. Não só reduziu em valores absolutos (passou de 202 em 2001 para 116 em 2011) mas também em valores relativos (12,5% para 7,9%).

 A população dos 25 aos 64 anos diminuiu em valores absolutos, eram 793 nos censos de 2001 e passaram a ser 777 nos de 2011, mas, no cômputo geral da população esta faixa etária aumentou de 49,1% para 52,9%.

Proporcionalmente parece haver mais dadores a poderem dar sangue, mas na verdade os efetivos diminuíram. É o que se passa um pouco em todo o país, o envelhecimento da população tem reflexos nas colheitas e as associações e grupos de dadores sentem bem estas alterações demográficas.

Mas 29 anos passaram e no almoço de confraternização entregaram-se os diplomas aos dadores com 20, 40 e 60 dádivas, como já é tradição. O grupo já tem uma sede. Fica na Casa das Coletividades. É lá que guardam o espólio que têm recebido ao longo destes 29 anos.

No fim do almoço convívio apagaram-se as velas e desejaram-se muitos anos de vida.

O Instituto Português do Sangue e da Transplantação esteve presente. Comeu uma fatia de bolo e ergueu também a taça de champanhe.

 

Loading...
Loading...